Como a publicidade contextual pode nos ajudar a nos preparar para um futuro sem cookies?

Publicidade Contextual de Seedtag

O Google anunciou recentemente que está atrasando seus planos de eliminar os cookies de terceiros no navegador Chrome até 2023, um ano depois do planejado originalmente. No entanto, embora o anúncio possa parecer um retrocesso na batalha pela privacidade do consumidor, a indústria em geral continua a pressionar com planos para descontinuar o uso de cookies de terceiros. A Apple lançou mudanças no IDFA (ID for Advertisers) como parte da atualização do iOS 14.5, que exige que os aplicativos peçam aos usuários permissão para coletar e compartilhar seus dados. Além do mais, o Mozilla e o Firefox já interromperam o suporte a cookies de terceiros para rastrear usuários em seus navegadores. No entanto, com o Chrome sendo responsável por quase a metade de todo o tráfego da web nos Estados Unidos, este anúncio ainda marca uma mudança sísmica para cookies de terceiros.

Tudo isso faz com que a publicidade online seja empurrada para se adaptar a uma web mais voltada para a privacidade, dando aos usuários finais um melhor controle sobre seus dados. O cronograma de 2022 sempre foi muito ambicioso, o que significa que este tempo adicional foi bem recebido por anunciantes e editores, pois lhes dá mais tempo para se adaptarem. No entanto, a transição para um mundo sem cookies não será uma mudança única, mas um processo contínuo para os anunciantes que já estão em andamento.

Removendo a dependência de cookies

Na publicidade digital, os cookies de terceiros são amplamente usados ​​por empresas de tecnologia de publicidade para identificar usuários em desktops e dispositivos móveis para fins de segmentação e relatórios. Com base nas mudanças nas preferências do consumidor sobre como seus dados são coletados ou usados, as marcas serão forçadas a romper sua dependência de cookies, mudando para um futuro que atenda aos novos padrões de privacidade. As empresas no espaço podem usar esta nova era como uma oportunidade para resolver alguns dos problemas subjacentes relacionados aos cookies, como carregamento lento e falta de controle sobre os dados do editor para grupos editoriais ou correspondência de cookies entre diferentes plataformas para anunciantes.

Além disso, a dependência de cookies fez com que muitos profissionais de marketing se concentrassem excessivamente em suas estratégias de segmentação, vendo-os confiar em modelos de atribuição questionáveis ​​e adotar blocos de anúncios padrão que buscam a comoditização da publicidade. Na maioria das vezes, algumas empresas do setor esquecem que a razão pela qual a publicidade existe é para criar emoções positivas em qualquer pessoa que interaja com a marca.

O que é publicidade contextual?

A publicidade contextual ajuda a identificar as tendências de palavras-chave e alcançar os clientes por meio de uma análise humana do conteúdo (incluindo texto, vídeo e imagens), sua combinação e posicionamento para poder incorporar um anúncio que corresponda ao conteúdo e ambiente de uma página.

Publicidade contextual 101

Contextual é a melhor resposta e a única disponível em grande escala

Embora os jardins murados continuem sendo uma opção para os anunciantes interagirem com seus clientes em potencial usando dados próprios, a grande questão é o que acontecerá na web aberta sem cookies. As empresas do setor de tecnologia de publicidade têm duas opções: substituir os cookies por uma tecnologia alternativa que lhes permita manter a endereçabilidade na web; ou mude para opções de segmentação que priorizam a privacidade, como publicidade contextual.

A indústria de tecnologia de anúncios ainda está nos primeiros dias para identificar uma solução ideal para um mundo de cookies pós-terceiros. O problema do cookie não é sua tecnologia, mas sua falta de privacidade. Com as questões de privacidade bem e verdadeiramente consolidadas, nenhuma tecnologia que deixe de respeitar os usuários prevalecerá. Segmentação contextual usando processamento de linguagem natural (PNL) e Inteligência Artificial (AI) algoritmos não estão apenas disponíveis e exequíveis em escala, mas também estão provando ser tão eficazes quanto a segmentação por público-alvo.

A capacidade das marcas de entender o conteúdo que o usuário está consumindo no momento da entrega do anúncio se tornará um identificador novo e eficaz para o público-alvo e suas preferências. A segmentação contextual combina relevância com escala, precisão e perfeição que são defendidas pela mídia programática.

Garantindo a privacidade dos consumidores

Em termos de privacidade, a publicidade contextual permite o marketing direcionado em ambientes altamente relevantes sem exigir dados dos clientes. Ele se preocupa com o contexto e o significado dos ambientes de publicidade, não com os padrões de comportamento dos usuários online. Portanto, presume-se que o usuário seja relevante para o anúncio, sem nunca confiar em seu comportamento histórico. Com atualizações em tempo real, as metas contextuais da empresa serão atualizadas automaticamente para incluir ambientes novos e relevantes para os anúncios, gerando melhores resultados e conversões.

Outra vantagem estratégica é permitir que os anunciantes entreguem mensagens aos consumidores quando eles estiverem mais receptivos às mensagens da marca. Por exemplo, quando um usuário está navegando em conteúdo sobre um tópico específico, isso pode implicar em seu interesse em fazer uma compra relacionada. De modo geral, a capacidade das empresas de tecnologia de anúncios de atingir contextos personalizáveis ​​é essencial, especialmente quando operando em mercados de nicho ou altamente específicos.

Futuro dos Anúncios

Com a indústria de tecnologia de anúncios no caminho para um mundo sem cookies, agora é hora de se adaptar e garantir que os consumidores sejam capazes de fornecer aos usuários finais digitalmente mais experientes e orientados para a privacidade um melhor controle sobre seus dados. Como a segmentação contextual provou ser eficaz com atualizações e personalização em tempo real, muitos profissionais de marketing a buscam como uma alternativa aos cookies de terceiros.

Muitas indústrias se adaptaram com sucesso aos momentos-chave de definição e acabaram se tornando maiores e mais lucrativas como resultado. A criação da Internet, por exemplo, criou oportunidades globais para agências de viagens, e aqueles que abraçaram a mudança evoluíram de empresas locais ou nacionais para negócios globais. Aqueles que resistiram à mudança e não colocaram seus clientes em primeiro lugar, provavelmente não existem hoje. A indústria da publicidade não é uma exceção e as empresas devem definir sua estratégia de trás para frente. Os consumidores desejam privacidade da mesma forma que desejam reservar suas férias online - se isso for concedido, novas e interessantes oportunidades surgirão para todos.

Leia mais sobre a tecnologia de IA contextual da Seedtag

O que você acha?

Este site usa o Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados de comentário são processados.